Ministério da Cultura e Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer apresentam:
O mundo é mais colorido com a diversidade

Esperamos por você

14 a 31 de Julho de 2022

Acompanhe as novidades do evento

O mundo é mais colorido com a diversidade

14 a 31 de Julho de 2022

Transmissão via Facebook

na página Festival Internacional de Folclore

Festival de Folclore Notícias
17/07/2021

Abertura oficial do 48º Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis celebra “um mundo mais colorido com a diversidade”

Cerimônia de acendimento da Chama Folclórica aconteceu na noite desta sexta-feira, 16 de julho

COMPARTILHAR GALERIA

FOTOS: Fábio Grison

Evidenciando a mensagem de que “o mundo é mais colorido com a diversidade”, teve início na noite desta sexta-feira, 16 de julho, o 48º Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis. Abrilhantada por dança e música e com transmissão ao vivo pelo Facebook,  a cerimônia de acendimento da Chama Folclórica e Abertura Oficial reuniu autoridades e representantes dos grupos folclóricos do Município. Até 1º de agosto, apresentações de grupos locais, regionais, nacionais e internacionais, bem como outros conteúdos culturais, irão multiplicar o colorido da diversidade e carregar sentimentos de união, otimismo e alegria. 

“O 48º Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis é um evento diferente. Mas ele se diferencia apenas na forma, que é online, e segue igual às demais edições no que tange o seu conteúdo e a sua essência. A celebração da diversidade, a confraternização entre diferentes povos e a mobilização da comunidade de Nova Petrópolis em torno da cultura continuam preservadas”, destacou o prefeito Jorge Darlei Wolf em seu pronunciamento.

Além do prefeito Jorge Darlei Wolf, estiveram presentes à cerimônia a secretária adjunta de Educação, Cultura e Desporto, Fabiane Clair Graunke; a diretora do Departamento Municipal de Cultura e coordenadora do 48º Festival Internacional de Folclore, Cândida Maldaner; o presidente da Câmara Municipal, vereador Daniel Carlos Michaelsen, e a presidente da Associação dos Grupos de Danças Folclóricas Alemãs de Nova Petrópolis (AGDFA-NP), Natalia Sippe Pellenz. Representando o evento, a Corte do Folclore Alemão, formada pela rainha Andressa Haas, a 1ª princesa Sara Freitas e a 2ª  princesa Luana Heck.

Na mensagem de reflexão, conduzida pela representante da Equipe Ecumênica, Rose Dagmar Krauspenhar, o Festival Internacional de Folclore foi definido como uma grande comunhão de pessoas, envolvendo diferentes etnias e culturas. “Como é bom e agradável compartilhar alegrias e bênçãos”, disse Rose, em referência a um trecho do Salmo 133. 

Em sua mensagem, a rainha e as princesas do Folclore Alemão destacaram a importância da edição 2021 do Festival Internacional de Folclore, indiferente do formato. “No formato online, o Festival se estende a cada canto do globo”, afirmou a Rainha Andressa Haas. Para a 1ª princesa, Sara Freitas, a edição online é uma demonstração de que “nada, nem uma pandemia, diminui a chama do folclore que temos dentro de nós”. Conforme a 2ª princesa, Luana Heck, a edição online não torna o evento menos especial: “o importante é que o espírito folclorista nos traz a fé em dias melhores”. 

A diretora do Departamento Municipal de Cultura, Cândida Maldaner, iniciou o seu pronunciamento cantando um trecho da música “Linha do Tempo”, e finalizou com a “Canção da Diversidade”. Entre um trecho e outro, afirmou que o 48º Festival Internacional de Folclore representa os frutos de uma semente plantada no início da década de 1970, que germinou, cresceu, fortificou-se, firmou raízes e frutificou. “Mesmo nos dias cinzas, com tempestades, é perceptível que esta linda planta está aqui, firme e forte”, disse a coordenadora do evento.  

A presença do colorido da diversidade nos dias cinzentos, marcados pelo distanciamento, também foi tema da fala da presidente da AGDFA-NP, Natalia Sippe Pellenz. “O mundo é mais colorido com a diversidade e melhor com o respeito às diferenças e a compreensão. Cada cor tem o seu lugar e a sua importância, e cada tonalidade é única e ocupa o seu espaço. A individualidade das cores é essencial para que, juntas, o mundo se torne mais colorido. E é esse colorido que queremos espalhar com o nosso Festival”, afirmou a presidente.  

De acordo com a secretária adjunta de Educação, Cultura e Desporto, Fabiane Clair Graunke, os munícipes de Nova Petrópolis sentem-se mais felizes em poder ver novamente o colorido do Festival Internacional de Folclore. “Desafios estão sendo enfrentados em todo o meio cultural. Nós temos que nos orgulhar e agradecer muito aos grupos que integram o nosso Festival”, disse Fabiane.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Daniel Carlos Michaelsen, o Festival Internacional de Folclore já levou e seguirá levando o nome de Nova Petrópolis a diferentes partes do mundo. “É um grande encontro, nem que seja em formato virtual, como o atual momento exige”, destacou. 

Após as falas das autoridades, ao som da Canção da Diversidade, executada pelo Grupo Acordes, casais de dançarinos dos grupos que integram a AGDFA-NP fizeram o acendimento da Chama Folclórica. O ato final de acendimento coube ao casal Adélia e Renato Weber, do Schützenhaus Tanzgruppe, que, desde 1993, comemora a participação em 26 edições do Festival Internacional de Folclore, sem nenhuma falta. 

A presença da Chama Folclórica, marcando o início oficial do 48º  Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis, foi festejada com a apresentação da música “Sternpolka”, dançada pelos casais que participaram da cerimônia. Após o encerramento, a Chama Folclórica foi conduzida até a Praça das Flores, onde permanecerá até o encerramento do evento, no dia 1º de agosto.  

O 48º Festival Internacional de Folclore é uma realização da Associação dos Grupos de Danças Folclóricas Alemãs (AGDFA-NP) e Prefeitura de Nova Petrópolis. O Festival integra o calendário anual da IOV – Organização Internacional de Folclore e Artes Populares e o calendário de eventos oficiais do Rio Grande do Sul. Patrocinadores: Cooperativa Piá, Pão d'Gula Alimentos, CORSAN - EVOLUIR NOS DEFINE. Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Novas Façanhas, Armani Têxtil Ltda, Coopershoes, Banrisul, H2 Negócios Imobiliários, Suibom, Dakota, Cervejaria Edelbrau, Sicredi Pioneira, Cervejaria Traum, Ecosul Energias. Apoiadores: Parque Aldeia do Imigrante e Amigo Internet. Financiamento: Pró-Cultura RS – Lei de Incentivo à Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul – Novas Façanhas.     

Confira a galeria de fotos da live de acendimento da Chama Folclórica e Abertura Oficial do 48º Festival Internacioanl de Folclore, clicando aqui: https://www.festivaldefolclore.com.br/galeria-fotos-interna.php?id=495

Assista o vídeo da live em: https://fb.watch/6NKHUKfR3p/

Crédito das fotos: Fábio Grison